O que é o ISE

23/11/2017
COMPARTILHE

Apresentação
Carteira 
Missão
Fundamentos
Objetivos estratégicos

 

Apresentação

Iniciativa pioneira na América Latina, o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) busca criar um ambiente de investimento compatível com as demandas de desenvolvimento sustentável da sociedade contemporânea e estimular a responsabilidade ética das corporações. Iniciado em 2005, foi originalmente financiado pela International Finance Corporation (IFC), braço financeiro do Banco Mundial, e seu desenho metodológico é responsabilidade do GVces.

O ISE é uma ferramenta para análise comparativa da performance das empresas listadas na B3 sob o aspecto da sustentabilidade corporativa, baseada em eficiência econômica, equilíbrio ambiental, justiça social e governança corporativa. Também amplia o entendimento sobre empresas e grupos comprometidos com a sustentabilidade, diferenciando-os em termos de qualidade, nível de compromisso com o desenvolvimento sustentável, equidade, transparência e prestação de contas, natureza do produto, além do desempenho empresarial nas dimensões econômico-financeira, social, ambiental e mudança do clima.

A mais recente carteira do ISE foi anunciada em 23 de novembro de 2017 e vigora entre 02 de janeiro de 2018 a 04 de janeiro de 2019. A nova carteira do índice reúne 33 ações de 30 companhias. Além disso, representa 12 setores e soma R$ 1,28 trilhão em valor de mercado. Esse montante equivale a 41,47% do total do valor das companhias com ações negociadas na B3, com base no fechamento de 21/11/2017. Saiba mais

Desde a sua criação, em 2005, o ISE apresentou rentabilidade de +185,01% contra +113,72% do Ibovespa (base de fechamento em 21/11/2017). No mesmo período, o ISE teve ainda menor volatilidade: 24,67% em relação a 27,46% do Ibovespa.

O processo da carteira 2018 do ISE contou novamente com a asseguração externa da KPMG, que emitiu parecer de “Asseguração Limitada sem Ressalvas”. A asseguração do processo do ISE é realizada desde 2012, o que confere ainda mais credibilidade e confiabilidade ao índice. Além disso, o ISE segue com a parceria de monitoramento diário de imprensa feito pela empresa Imagem Corporativa.

Levando em conta a transparência, uma das principais agendas da B3, a publicação das respostas das empresas ao questionário de avaliação é pré-requisito para participação no índice. As respostas das 30 companhias da carteira 2018 já estão disponíveis no site www.isebvmf.com.br

Carteira 2018

AES Tiete

CCR

CPFL

Engie

Klabin

Natura

B2W

Celesc

Duratex

Fibria

Light

Santander

Banco do Brasil

Cemig

Ecorodovias

Fleury

Lojas Americanas

Telefônica

Bradesco

Cielo

EDP

Itaú Unibanco

Lojas Renner

Tim

Braskem

Copel

Eletropaulo

Itaúsa

MRV

Weg

 


Missão
Apoiar os investidores na tomada de decisão de investimentos socialmente responsáveis e induzir as empresas a adotarem as melhores práticas de sustentabilidade empresarial.
 
Fundamentos ISE 
 
1. Transparência
Dar transparência ao processo ISE e às respostas das empresas ao questionário. 
 
2. Diálogo com as partes interessadas e a sociedade
Criar e manter ativos canais de diálogo com as partes interessadas e a sociedade em geral, como fundamento para legitimidade, representatividade e atualidade do ISE como expressão das suas expectativas sobre a sustentabilidade empresarial.
 
3. Aperfeiçoamento contínuo do escopo e do processo
Atualizar anualmente o questionário ISE, com base em pesquisa acadêmica e processos participativos, de modo a mantê-lo em sintonia com o estado da arte do conhecimento em sustentabilidade e com as expectativas da sociedade.  Conhecer os desafios e oportunidades do processo ISE,  agindo de modo a otimizar sua eficiência operacional e sua capacidade de atender aos objetivos estratégicos.
 
4. Autonomia financeira, metodológica e decisória
Garantir as condições materiais, técnicas e de gestão para que o ISE tenha a legitimidade e credibilidade necessárias para cumprir seu papel e avançar em sua missão.

Objetivos estratégicos 2016-2020
 
1. Aumentar a relevância do ISE para os investidores
i. Evidenciar as relações entre sustentabilidade empresarial e desempenho econômico-financeiro;
ii. Identificar e motivar o uso do ISE por formadores de tendência do mercado financeiro;
iii. Ampliar a utilidade para os agentes do mercado (investidores diretos, gestores de investimento, serviços de informação, agências de rating, analistas e operadores)
 
2. Fortalecer o papel do ISE para uma cultura de sustentabilidade nas empresas
i. Ressaltar o ISE como fonte de maior competividade na atração de capitais
ii. Facilitar e incentivar o uso do ISE como instrumento de diagnóstico e de transparência
 
3. Ampliar o reconhecimento do ISE pela sociedade
i. Dar visibilidade à contribuição do ISE aos mais diversos públicos por meio de ações de comunicação e engajamento